Intervalos de Confiança e Critério de Chauvenet


Num nosso artigo anterior, designado “O Critério de Chauvenet e a distribuição "t" de Student na avaliação de património”, referimos a importância do Critério de Chauvenet para a validação de amostras homogeneizadas.

Esta metodologia compreende vários passos, nomeadamente o cálculo da média e do desvio padrão dos valores homogeneizados, a análise desses valores pelo Critério de Chauvenet, verificando o quociente entre o desvio de cada amostra e o desvio padrão, que deve ser menor que o valor crítico, fornecido pela tabela de Chauvenet (estando esta condição confirmada podemos afirmar que o imóvel é adequado e deve ser incluído na amostra) e o cálculo da amplitude do intervalo de confiança recorrendo à Distribuição "t" de Student, obtendo o limite inferior e superior para a confiança pretendida., tendo ainda abordado a estimativa da amplitude do intervalo de confiança recorrendo à Distribuição "t" de Student, obtendo o limite inferior e superior para a confiança pretendida. 

Com o pequeno tutorial que apresentamos, pretendemos mostrar os passos necessários para a validação da amostra e para a obtenção dos Intervalos de Confiança.

Estas metodologias deverão ser prática corrente da avaliação de imóveis e devem estar ao alcance de cada perito avaliador de imóveis. 


Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.