domingo, 24 de julho de 2016

Quanto vale um apartamento de T1 ou T2 na freguesia do Parque das Nações?

No artigo de hoje publicamos as conclusões de um trabalho, com base em valores de “asking price” do sítio da internet da mediadora Remax (www.remax.pt) para a freguesia do Parque das Nações, na cidade de Lisboa. Este trabalho pretende encontrar uma equação que permita estimar o valor de apartamentos de tipologia T1 e T2.


É uma amostra com uma quantidade suficiente de imóveis, porque obedece à regra em que o número de elementos da amostra deve ser superior a três vezes o número de variáveis independentes mais uma.
Este estudo assume como verdadeiras todas as informações fornecidas no sítio da mediadora e que nenhumas responsabilidades podem ser atribuídas ao autor do presente estudo pela sua utilização.
Pretende também demonstrar como a inferência estatística pode estar não só ao serviço da avaliação de imóveis, em particular da classe profissional de avaliador de imóveis, mas também de toda a fileira, nomeadamente da mediação imobiliária.
A sua principal conclusão, surpreendente, é que a variável independente “Quartos”, nesta amostra de imóveis recolhidos, não é significativa para a explicação do valor!
Nesta equação existem variáveis qualitativas que foram transformadas em variáveis quantitativas (certificação energética e localização).
Para uma correta aplicação da equação é necessária a obtenção do estudo completo e também a consciência que este só pode ser aplicado a apartamentos T1 e T2.
O estudo será disponibilizado por correio eletrónico bastando para isso os interessados “clickar”:

Quanto vale um apartamento T1 ou T2 na freguesia do Parque das Nações

Será ainda permitido concluir, com base nos elementos obtidos, que:
-91,3% da variação de valor está explicada pela equação.
-A equação de regressão consegue explicar 86,7 vezes mais a variação de valor do que quando se utiliza a média aritmética.
-Os resíduos aproximam-se de uma distribuição normal, apesar de a amostra ser curta para a estimativa da análise da normalidade dos resíduos.
Reacções:

2 comentários:

  1. Já sou seu seguidor no facebook à algum tempo e gostava de analisar o estudo que refere. Será possível enviar-me para o meu email pematecuser@vodafone.pt

    ResponderEliminar
  2. jose.manuel.lopes85@gmail.com
    Obrigado e bons estudos

    ResponderEliminar