O conceito de imparidade


Numa linguagem corrente, diz-se que um activo fixo (tangível ou intangível) está em imparidade quando a sua quantia recuperável é inferior à quantia escriturada.
João Fonseca | Avaliador de Imóveis | 919375417

Muitas vezes, o conceito de imparidade é confundido com desvalorização, o que, contabilisticamente falando, é muito relevante.

Tentando explicar o conceito de imparidade com um pequeno exemplo:

“Uma empresa compra uma máquina para fazer determinado produto. Desse produto advêm um fluxo de caixa estimado.

Suponhamos agora que um concorrente adquire uma máquina para fazer o mesmo produto, com custos mais baixos, que implica uma diminuição do nosso fluxo de caixa, já que a nossa empresa vai perder quota de mercado. 

A nossa máquina perdeu valor, ou porque deixa de haver um mercado liquido para ela ou porque o seu valor de uso é menor. “

A máquina, neste caso, está em imparidade.

De acordo com a Norma Contabilística e de Relato Financeiro 12- Imparidades de activos "uma entidade deve avaliar em cada data de relato se há qualquer indicação de que um activo possa estar em imparidade".

Os técnicos de avaliação de património (edifícios, máquinas, equipamentos, marcas comerciais,...) deverão estar preparados para intervirem nestas questões, ou seja, realizarem testes de imparidade.

Os conceitos de quantia recuperável, justo valor, valor de uso, quantia escriturada e desvalorização ficam para o próximo “post”!

19 comentários:

  1. foi muito util. muito obrigado :)

    ResponderEliminar
  2. *advém e não advêm. é singular.

    ResponderEliminar
  3. Bem explicado. Grato pela ajuda.

    ResponderEliminar
  4. Consegui tirar a dúvida. Thanks

    ResponderEliminar
  5. Nunca mais me vou esquecer ! Muito bom. Obrigada

    ResponderEliminar
  6. valei para tirar alguma duvida.

    ResponderEliminar
  7. Saudações.
    Tenho uma dúvida ligada a impariadade vs LAJIDA ou EBITDA (Lucro antes de juros impostos, amortizações e depreciações. Só porque o li, o LAJIDA visa medir a Capacidade de geração de caixa Somente pelas actividade operacionais e o Objecto da empresa. Neste caso, devo incluir na dedução do LAJIDA? para uma empresa que antes do RO (resultado operacional) a MB (margem bruta, figuram contas como a imparidade e provisoes Rendimentos suplementares, Depreciações Reversões do período de perdas por imparidade? agradecia o favor de um subsidio.

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.