domingo, 9 de setembro de 2012

O Expresso e o imobiliário e já agora a Refer...


Confessamos que aguardávamos com alguma curiosidade o novo caderno de economia do Expresso, com a inclusão do caderno do imobiliário.

Faz todo o sentido e aplaudimos a iniciativa. A economia e o imobiliário andam de mãos dadas, senão vejamos algumas notícias económicas desta semana com eventuais implicações no imobiliário:

- "Índice Gaspar", que mede a possibilidade de acesso do país aos mercados;
- "Altos / Mário Draghi", com a compra de dívida pública nos mercados secundários;
- "Fundo bancário" torna-se a terceira maior construtora, com a compra da Edifer, Monte Adriano e Hagen pelo Fundo “Vallis”.

De facto, ainda antes de termos entrado na secção dedicada ao imobiliário já tínhamos lido muito sobre a matéria!

Aproveitando esta nossa incursão nas notícias, e fazendo um pouco de “clipping”, mais duas notícias nos chamaram a atenção:

- "Próxima estação: escritórios", em que a Refer pretende construir centros de escritórios nas suas estações, em regime de parceria;
- "Escritórios em queda", em que são abordadas as descidas das rendas “prime” em Lisboa, aliás em linha com o que se passa no país.

É um facto indesmentível que o mercado de escritórios está em baixa, com um grande “stock” por colocar e com as rendas a descer. Causa-nos portanto alguma estranheza esta aposta da Refer.

Depois, não temos a certeza que exista uma procura interessante para este tipo de serviços.

Finalmente, que confiança podem ter os executivos neste serviço quando sabemos que a Refer/CP é uma empresa instável, com os seus trabalhadores muitas vezes em greve (porventura justas) e ainda com uma cultura um pouco estatizante?  
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário